Pesquisar este blog

14.7.08

Cheng-Pong 488

JOÃOZINHO
A professora gostosa entra de súbito no banheiro, e surpreende Joãozinho se masturbando.
- Joãozinho!!! Exclama a professora.
- Oi, tia, cê num morre tão cedo...

CARREGAMENTO
O cara parou o caminhão na frente da loja do turco Salim e fala:
-Seu Salim, tem aqui um caminhão de arroz sem nota, o preço é metade, o siô aceita?
-Claro que Salim aceita! - e vira-se para o filho:
-Salinzinho, vai na esquina e se abarecer fiscal vem correndo pra visá Bábai!
Começam a descarga e, no meio, aparece o Salinzinho correndo:
-Bábai!... Fiscal vem vindo!
-Bára tudo e volta carregar' grita Salim.
Chega o fiscal:
-Venda grande não é seu Salim?
-Ôh ôh, melhó venda de ano que Salim feis...
-E isso aí tem nota?
-Ainda num tem nota borquê Salim está esberando carregar bra ver quanto mercadoria cabe na caminhón... daí, Salim tira nota.
-Não pode! A nota fiscal tem de ser emitida antes de carregar.
-Ah!... Antão bára tudo, que Salim non qué broblema com receita!... Volta descarregar tudo caminhón e guardar lá dentro do loja!

LOUCOS
Um dia, no sanatório, os loucos resolveram brincar de manga madura. Os mais pirados subiram na mangueira e o que estava menos louco, ficou em baixo, de pé.
Esse que ficou em baixo apontava para um dos que estavam em cima e dizia:
-Você aí, tá maduro, pode cair.
O maluco se jogava e se estatelava lá em baixo. Assim foi caindo um por um.
O diretor foi avisado que muitos doentes estavam aparecendo com braços, costelas, pernas quebradas. Resolveu verificar o que estva acontecendo.
O maluco que estava em baixo, ao ver o diretor, trepou na mangueira e se escondeu no meio da folhagem. Ficou um dia, dois, afinal como ninguém falava que ele estava maduro, resolveu fazer o teste. Passou o dedo no furébis, cheirou e disse:
-Ih, já estou podre! - e caiu.

GRAVIDEZ
A vovó todos os dias ia levar o netinho de 7 anos na escola.
Um dia, na volta, o menino viu uma senhora grávida e perguntou à vovó:
-Vó, porque aquela senhora tem a barriga tão grande?
-Ah meu neto, é barriga d’água.
O moleque pensou, e disse:
-Será que o neném não morre afogado?

CUMBUCA
O boiadeiro estava por umas paragens bem longe de onde morava. Resolveu encurtar caminho para chegar mais depressa e se perdeu no meio do mato.
Depois de muito andar, morto de fome e sede, avistou uma casa na beira da estrada. Foi até lá e uma moça veio atendê-lo:
-Por favor moça, me arrume um pouco de comida que estou morto de fome!
-Não tenho nada em casa pois meu pai e minha mãe levaram tudo para a roça, só tenho um pouco de garapa, se o senhor quiser.
Ele aceitou, bebeu quase toda a garapa deixando um pouco na cumbuca.
A moça falou:
-Pode beber tudo, moço, a mãe não importa porque ontem caiu um rato nessa garapa.
O boiadeiro ficou furioso:
-Vou quebrar esta cumbuca na sua cabeça, sua mal educada!
-O senhor não pode quebrar a cumbuca porque ela é da vovó fazer xixi!

CASAMENTO DO ZECA
Zeca estava noivo da Maria mas não tinha dinheiro para construir sua casinha. Como a data do casamento já estava marcada, os parentes resolveram que ajudariam na construção, mas os noivos ficariam morando na casa da sogra até terminarem a obra.
Dia do casamento, os irmãos da noiva ficaram incumbidos de arrumar o Zeca. Colocaram nele um terno branco, uma gravata bem apertada e calçaram uma bota que deu um trabalho danado pra enfiar no maldito pé, que nunca tinha usado sapato antes.
Após a cerimônia, como não havia festa, foram todos embora. Os noivos foram logo para o quarto, ele tira a gravata, o terno e quando vai tirar a bota, nada dela querer sair do pé.
Ele tenta tirá-la com toda força e, nervoso, começa a gritar:
-Euuu teee rasgooo, euuu te queeebro, euuu teee raaasgo sua desgraçada!
A sogra que estava ouvindo do quarto ao lado, gritou alto:
-Zeca, não faz isso com minha filha, debaixo da cama tem uma lata de vaselina!

FLORZINHA
Doi rapazes viajavam de trem lá por Minas, quando entra uma moça de mini-saia e senta-se bem em frente deles.
Ela usava uma liga para prender a meia, daquelas que tem uma florzinha grudada na liga.
Os dois olham a florzinha e começam a teimar se era natural ou artificial. Para tirar a dúvida resolvem perguntar:
-Moça, como é que esta flor não murcha aí na sua perna?
-É porque está perto da fonte - responde a moça com um sorriso malicioso.
Um deles, muito safado diz:
-Moça, eu tenho um nabo aqui que está bem murcho, será que daria pra botar aí na sua fonte?
--Não, disse a moça, nabo precisa de esterco; enfia ela aí no toba do seu amigo!

CONTA ESTRANHA
Imagine que eu tenha uma dívida de R$ 450,00 , em um banco e não tenho dinheiro para quitá-la. O que eu faço então?
Procuro dois amigos e peço emprestado R$ 250,00 a cada um e fico com R$ 500,00.
Vou ao Banco e quito minha dívida de R$ 450,00 e me sobram R$ 50,00.
Vou até a minha casa e deixo lá R$ 30,00 e levo R$ 20,00 comigo.
Dirijo-me aos dois amigos e devolvo R$ 10,00 a cada, e assim fico devendo R$ 240,00 a cada um deles.
R$ 240,00 +R$ 240,00 é igual a R$ 480,00.
Mas em Casa tenho Os R$ 30,00 que somados perfazem R$ 510,00!!!
Alguém explica esta conta? De onde surgiram estes R$ 10,00 ???

Nenhum comentário: