Pesquisar este blog

1.8.08

Cheng-Pong 491

REMÉDIO
Morrendo de dor de cabeça, o cearense vai à farmácia:
- O que é que o senhor tem de bom pra dor de cabeça?
-Nós temos analgésicos...
O cearense, muito invocado, diz ao farmacêutico:
- Se avexe, homi! Eu sou é cabra-macho, não tomo um remédio desse. Pra mim só serve se for oralgésico!

PROMESSA
O compadre Felisberto andava aborrecido com as suas plantações de arroz, milho, etc. Quando não era a seca, era geada que matava tudo.
Foi na igreja, ajoelhou-se na frente de São Benedito e prometeu que se a colheita fosse boa, no dia do padroeiro daria o cabrito mais bonito pra ele.
Naquele ano foi uma beleza colheu de tudo, e chegou o dia da festa. Amarrou o cabrito mais bonito e levou para o São Benedito:
-São Benedito, aqui tá o seu cabrito, pode pegá.
Como São Benedito não falou nada, ele amarrou o cabrito nos pés da estátua e foi embora.
Nem andou uns 500 metros, soltaram um foguete, o cabritou ficou assustado e saiu correndo arrastando o São Benedito.
Quando passou pelo compadre, ele falou:
-Óia só, eu dei ele num quis pegá, agora fica correndo atrás do cabrito.

CINDERELA
A Cinderela estava em casa toda tristonha e cabisbaixa. De repente, eis que surge a fada madrinha:
-O que tens, Cinderela ? Porquê essa tristeza ?
-É que hoje é o dia da festa do príncipe no castelo e eu não posso ir, pois estou naqueles dias.
-Ah, Cinderela, incomodada ficava a tua avó! - disse a fada madrinha.
Então, empunhando a sua varinha mágica, transformou a abóbora num OB. Explicou como se usava e lá se foi a Cinderela toda feliz para a festa no castelo.
À meia-noite, Cinderela morreu...

VELÓRIO
João e Pedro eram grandes amigos, sempre juntos nos bares bebendo pinga. Era comum vê-los abraçados, cambalenado bêbados.
Um dia, João morreu e deram a notícia ao Pedro que ele morrera de fogo.
Lá foi ele pro velório, como sempre, cambaleando.
Chegou na casa do João e entrou direto na cozinha. Chorava e dizia:
-Meu amigo morreu no fogo, ficou todo queimado...
A mulher do João chegou perto dele e falou:
-Ei, moço, o velório é na sala, e isso aí que você está abraçando é a máquina de costura...

BEIJO
Joãozinho passa pela sala e vê a irmã dele beijando o namorado na boca.
Vai correndo e gritandop para a mãe:
-Manhê, o namorado da Maria tá mordendo ela na boca!
-Calma Joãozinho, eles estão se beijando, pois os namorados se beijam mesmo, e depois se casam.
-Mas, quem beija tem que casar?
-Claro Joãozinho...
-Então o pai tem que casar com a empregada?!

PRESERVATIVO
O caipira entra no consultório médico, com a esposa e nove crianças a tira-colo, querendo saber um jeito de não ter mais nenhum filho.
- O senhor usa preservativos? - pergunta o médico ao paciente.
- Preservativo? Quí negócio é êsse, dotô?
Muito prestativo, o médico explicou o que era e até deu algumas camisinhas para o caipira, que saiu de lá feliz da vida.
Seis meses depois, ele volta ao consultório com a esposa grávida, reclamando:
- Seu dotô! O seu remédio é uma porcaria! Nóis já vamo tê outra criânça...
- Mas o senhor usou os prerservativos? - perguntou o médico, preocupado.
- Craro que sim, dotô... Eu usava todo santo dia! Só tirava pra mijá e pra trepá!!!

MAIS RÁPIDO
Na escola, a professora pergunta:
-Mariazinha, quem é a pessoa mais rápida do mundo?
E ela responde:
-É o Schumacher fessora...
E a professora pergunta o mesmo para pedrinho, que responde:
-É o Barrichelo fessora...
e então a professora pergunta ao joãozinho, que responde:
-É minha tia fessora...
-Sua TIIIIA??
-Sim, ela, quando sobe na balança, vai de 0 à 100 em menos de 1 segundo!!

PREMONIÇÃO
O homem vai ao quarto do filho e vê que ele está tendo um pesadelo:
-Acorde Juninho, tudo bem?
-Pai, tô com medo porque sonhei que a tia Albertina havia morrido.
-A tia Albertina está muito bem, volte a dormir.
No dia seguinte, a tia Albertina morre.
Dias depois, o homem volta ao quarto do filho e vê que ele está tendo outro pesadelo:
-Acorda Juninho, o que aconteceu.
-Pai, tô com medo porque sonhei que o vovô havia morrido.
-O vovô está muito bem, volte a dormir.
No dia seguinte,o avô morre.
Uma semana depois, o homem vai de novo ao quarto do filho, e o garoto está tendo outro pesadelo.
-Acorda Juninho, o que foi desta vez?
-Papai, tô com medo porque sonhei que o papai havia morrido.
-Eu estou bem, não vê...
Mas o homem vai para cama e não consegue dormir.
No dia seguinte ele está apavorado. Tem certeza de que vai morrer. Sai pro trabalho e dirige com o maior cuidado. Não almoça, com medo da comida estar envenenada. Evita todo mundo, qualquer movimento suspeito, esconde-se debaixo de sua mesa.
Ao voltar pra casa, ele diz pra sua esposa:
-Meu Deus, tive o pior dia da minha vida!!!
E ela responde:
-Você acha que foi o pior? E o leiteiro, coitado, que morreu aqui na porta de casa hoje de manhã?

Nenhum comentário: