Pesquisar este blog

24.9.09

Cheng-Pong 549

Frase I
Justiça seja feita: nem todo ladrão é político!

Frase II
Quem fuma e bebe nunca fica velho. Isso, porque morre antes de ficar idoso.

ESTUDO
Um estudo recente conduzido pela Universidade Federal do Paraná, mostrou que cada brasileiro caminha, em média, 1.440 km por ano.
Outro estudo feito pela Associação Médica Brasileira mostrou que, em média, o brasileiro toma 86 litros de cerveja por ano.
Isso significa que, em média, o brasileiro faz 16,7 km por litro. Não é para explodir de orgulho?

ENCONT|RO
Um criador de galinhas vai ao bar, senta-se ao lado de uma mulher e pede uma taça de champanhe.
A mulher comenta:
- Veja? Eu também pedi uma taça de champanhe.
- Que coincidência! - diz o fazendeiro. - Hoje é um dia especial para mim. Eu estou celebrando. Sou criador de galinhas e por anos elas não eram férteis. Mas hoje elas estão
pondo ovos fertilizados.
-Hoje é um dia especial para mim também! - diz a mulher. - Eu também estou celebrando. Eu e meu marido vínhamos tentando ter um filho e hoje o meu
ginecologista me disse que estou grávida.
- Que coincidência! - diz o fazendeiro.
Quando eles ‘batem’ as taças, ela pergunta:
- Isto é ótimo! Como suas galinhas ficaram férteis?
- Eu usei um galo diferente - diz ele.
A mulher sorri, brinda novamente e diz:
- Mas que coincidência!!!

BONS TEMPOS
Dois velhinhos caminhavam pela Av. Brasil a noite quando viram duas gatinhas vindo na direção deles. Um diz para o outro:
-Ô véio, vamos lembrar os nossos bons tempos de gandaia. Que tal passarmos uma cantada naquelas meninas ali?.
-Pra mim tudo bem... e se elas toparem, o que que nós vamos fazer?

PÃO
O Fernandão chega na padaria do Manoel e pede:
-Seu Manoel, me dá um pão sem manteia!
O Manoel coça a cabeça e exclama:
-Ih, acabou! Pode ser um sem margarina?

XÍCARA
O sujeito foi visitar um compadre que morava no sítio e que ha muitos anos não via.
-Ao chegar, encontra o compadre em estado lastimável, os dentes faltando, outros quebrados, a gengiva inchada, a boca ferida e um bafo danado.
Após o almoço, o sitiante ofereceu café.
-Não obrigado! -respondeu o visitante, com receio.
-Poxa compadre, não vai tomá nem um cafézinho puro do sítio?
O visitante viu que a xícara tinha um trincado com um buraquinho na borda e pensou.: “Vou beber desse lado quebrado que o compadre, com certeza não põe a boca ali”
-Tá bom, aceito!
Quando ele estava sorvendo o café pelo pelo buraquinho o caipira diz:
-Puxa cumpadi, ocê tem o mesmo gosto qui eu de chupá o café nesse buraquinho ai...

MORDOMO
O Manoel foi trabalhar de mordomo na casa de um rico senhor.
Alguns dias depois, entrou no dormitório do patrão aos berros:
- Patrão! Patrão! Acorde depressa!
- Que foi? - perguntou asustado o patrão, ainda sonolento e meio tonto de tanto dormir.
- Oh raios! Acorde, patrão! Tá na hora de tomarei o seu remédio pra dormirei!

PATERNIDADE
Apaixonado, o rapaz anuncia ao seu pai que vai se casar.
- Que ótimo, meu filho! - entusiasma-se o pai. - Quem é a felizarda?
- É a Jéssica, papai... Filha do seu amigo Alfredo.
- Fi... filha do Alfredo? - gaguejou o pai, estupefato. - Mas você não pode se casar com esta moça!
- Por que não?!
- Sabe o que é? É que logo que eu casei com a sua mãe, toda vez que o Alfredo viajava, a mulher dele dormia aqui em casa e uma vez... bem, você sabe o que aconteceu, né?
- Quer dizer que a Jéssica é minha irmã?
O pai confirma com a cabeça e o rapaz se tranca no quarto chorando, desesperado.
Pouco depois, a sua mãe vai consolá-lo:
- O que houve, meu filho?
- É que o papai me contou que não posso me casar com a Jéssica...
- Que bobagem, meu filho! Claro que você pode se casar com ela.
Mas ela é minha irmã!
- Sabe o que é? É que logo que me casei com o seu pai, todas as vezes que ele viajava, eu ia dormir na casa do Alfredo...

FANHO
Um fanho estava sentado num banco de jardim, com um par de tênis 10 vezes maior dos seus pés, completamente desolado.
Um cara perguntou:
-Pô meu! O que é isso?
-Eoo tahaava passsando anqui, peensandu coh omo é pqeeno o meu pintu, de repeeenti mi ampare ci a um gênneo da alampa. Ele dishe?
— Eu apareço há cada mil anos, e atendo a um desejo só!” Faço o seu.
- Na onhora eu peedi - eu queru um henis graandi. Caraaio oiia an que oh fiho da utah me deeu.

CACHORRO ESPECIAL
Num avião um homem está sentado na janela quando chega outro homem e senta na poltrona do corredor e acomoda um lindo labrador preto na
poltrona do meio.
O cara olha para o cachorro com certo receio e pergunta:
- Como permitiram ao senhor embarcar com esse cachorro?
O dono do cachorro explicou que era agente do esquadrão de combate às drogas e que o cachorro era o melhor farejador da equipe e que o nome do animal era Valente e que, se ele tivesse interesse, quando o avião decolasse, ele mostraria as habilidades do animal o colocando para trabalhar em pleno vôo. Quando o avião decolou, o agente falou:
- Valente: “Busca”!
Valente pulou da poltrona, andou pelo corredor e finalmente sentou determinado ao lado de uma mulher por alguns instantes. Em seguida voltou para o seu assento e colocou uma pata no braço do agente.
- Bom menino! Virou para o outro passageiro e falou: A mulher está carregando maconha, vou anotar o assento dela e as autoridades irão prendê-la quando aterrissarmos. Ele não é maravilhoso? Mas ainda não acabou... Busca!
Valente saiu novamente pelo corredor e sentou ao lado de um homem durante alguns segundos. Retornou ao seu assento e colocou duas patas no braço do agente. O agente falou:
- Aquele homem está de posse de cocaína, vou anotar seu assento e comunicarei às autoridades para as devidas providências.
O cara da janela estava maravilhado com o cachorro e o agente mais uma vez ordenou Valente que fizesse nova busca. Valente saiu pelo corredor, sentou por alguns instantes e voltou correndo para sua poltrona. Deu um uivo agudo e começou a cagar todo o assento.
O cara da janela estava realmente espantado com o comportamento do animal e ficou sem entender como e porque um animal tão bem treinado estava se comportando daquela maneira.
- O que está acontecendo com ele?
E o agente sem conseguir disfarçar o nervosismo respondeu:
-Ele acabou de encontrar uma bomba...

Nenhum comentário: