Pesquisar este blog

24.9.15

Cheng-Pong 851


EXEMPLAR ORIGINAL EM PDF

Frase: Voltar com a ex-namorada, é o mesmo que comprar um carro que já foi seu. Além de vir com o mesmo defeito, tem Kms a mais rodados.

TRICÔ
O paciente diz pro médico:
- Doutor, vou internar minha mulher no hospício. Ela é maluca. Vive fazendo tricô!
- Mas, meu amigo, isso não é motivo. Milhões de mulheres casadas fazem tricô.
- Enquanto fazem amor?

EXAME
- Pai, tirei 7,5 no exame!
- Parabéns filho, qual foi o exame?
- Bafômetro, e ficaram com seu carro...

BONITÃO
- Pai, me diga como é ter um filho tão bonito?
- Não sei, pergunta ao seu avô.

DIVÓRCIO
Uma senhora procura o advogado.
- Olha, quero me divorciar!
-E qual motivo vamos apresentar ao Juiz?
- Incompatibilidade de personalidade.
-Como assim? Me explique.
-Em toda nossa vida de casados, ele só me dirigiu a palavra quatro vezes.
-Ah! Muito bem. Voces tem filhos?
- Sim. Quatro!

ROMANTISMO
Marido: Peidei!!!
Mulher: Aff, seu porco, seja mais romântico!
Marido: Peidei pensando em você!

FREQUENCIA
Uma mulher meio ignorante vai na farmácia e pede ao farmacêutico um frasco de frequência.
O farmacêutico olha para ela e diz:
-Em meus 30 anos de experiência neste negócio, eu nunca ouvi falar desse produto. É algum perfume novo da Cartier, Guerlain ou talvez L'oreal?
-Sei lá eu, pô! - Exclama ela. Eu também nem conheço essa fragrância. É que fui ao ginecologista e ele me disse que tenho que lavar as minhas nádegas com freqüência.

CAFÉ
-Olá, como vai? Quanto Tempo! Como vai teu marido?
-Você não soube! Ele morreu faz 15 dias.
-Ah, não sabia! Meus pêsames. E como é que foi?
-Pedi para ele ir comprar açúcar no supermercado e um ônibus o atropelou.
-Mas que coisa triste! E o que é que você fez?
-Tomei café sem açúcar mesmo...

VELÓRIO
Um bêbado entra no velório, vai para perto do caixão, observa o o defunto e começa a chorar e dizer com sentimento:
-Nós não somos nada! Hic!... Nós não somos nada...
E assim continuou chorando e dizendo esta frase, quando alguém se aproximou e perguntou:
-Entendemos o seu sofrimento. Devia gostar muito de seu amigo e sente a dor de sua morte?
O bêbado irritado:
-Você não escutou eu dizer que nós não somos nada, hic... nem da família, nem amigos muito menos conhecidos.

CAÇANDO
O maluco está dando pulos  e batendo palmas no ar. Chega o enfermeiro:
-O que está fazendo?
-Caçando gondobroncios aureaflatiformes!...
-Ah é? E como eles são?
-Ainda não sei... não peguei nenhum ainda.

VITAMINAS
Dona Manoela vai na farmácia.
-Pois não, o que a senhora quer, dona Manoela?
O meu pequeno bebê ficou doente e precisa de algumas vitaminas.
-Mas quais vitaminas?
-Qual? Eu não entendo!
-Vitaminas, A, B, C, D, qual?
-Ah, isso não importa, o menino ainda não sabe leire!

IDADE
Um senhor de idade pergunta à netinha:
-Netinha, quantos anos você acha que eu tenho?
E a menina:
-Desculpa vovô, mas eu só sei contar até cem...

INSPEÇÃO NO HOSPÍCIO
O inspetor geral de saúde foi fazer uma visita no sanatório. De repente, o inspetor vê algo que chama sua atenção; um maluco deitado no chão e varios outros reunidos em torno dele. Curioso, o inspetor perguntou ao enfermeiro o que estava acontecendo ali:
O enfermeiro explica:
-Acontece que o louco que está deitado diz que é um jornal e os demais dizem que o estão lendo.
Muito interessante, agora eu tenho que ir, vamos constinuar a inspeção manhã.
No dia seguinte, quando retorna, o inspetor vê o louco-jornal do dia anterior, correndo,  sendo perseguido por todos os antigos leitores.
-E agora, o que está acontecendo? Por que correm atrás dele?
-É que agora, como ele é jornal de ontem, estão querendo usá-lo como papel higiênico.

PEGADINHA DO TIO JANJÃO
Você lembra daquele empresário dono de varios estabelecimentos? É, aquele que tinha posto aí atrás.

TRANQUILO
Um grupo de turistas passava pelos sítios de um pequeno povoado e num deles veem um camponês deitado sob a sombra de uma árvore, descansando. Um deles se aproxima e puxa conversa:
-Ola amigo, como você está?
-Muito bem,chefe, estou aqui descansando....
-Me diga, por que você não trabalha mais as suas terras?
-E, para que?
-Para ter grandes colheitas e vender mais...
-E, para que?
-Assim poderá ganhar mais dinheiro e comprar gado.
-E, para que?
-Com o gado, você os faz reproduzir, depois os vende e ganha mais dinheiro!
-E, para que?
-Para ter uma casa bonita, viver tranquilo e descansar!
-E o que eu estou fazendo?

ARRUAÇA
Joãozinho estava na classe com seus colegas e, como a professora não chegava, começaram a fazer uma verdadeira arruaça.
Quando a professora chegou e viu a desordem que estava na classe começou a perguntar:
-Joaninha, o que você fez?
-Eu desenhei no quadro-negro inteiro e não apaguei...
- E você Pedrinho, o que fez?
- Eu tombei quase todas carteiras no chão...
-E você Joãozinho, fez o que?
-Eu joguei serpentina pela janela!
-Olha aí meninada! Aprendam com o Joãozinho que não é mal criado como vocês!
Passados alguns minutos, batem na porta da classe e entra uma menina toda estropiada. A professora pergunta:
-Quem é você?
-Eu me chamo Serpentina!

MARINHEIROS
Em uma festa da alta sociedade, o sujeito bebe umas doses a mais e resolve contar uma piada suja, no meio da sala da mansão:
- Certa vez... Hic!... um navio atracou no porto com um monte de marinheiro com um pau deeeeesse tamanho! Aí foi uma suruba danada e... Hic!
Ouvindo essas palavras, os convidados ficaram assustados e algumas senhoras distintas começaram a se afastar, indignadas.
- Pra que a pressa? - Gritou o bêbado, olhando para as senhoras - O navio ainda vai ficar no porto por uma semana!